Notícias de Dourados MS
Brasil

Ibovespa fecha em alta de 1,18% e dólar cai a R$ 4,76 após PIB dos EUA

Principal índice da B3 encerrou aos 111.889,88 pontos, enquanto a moeda norte-americana desvalorizou 1,23%

Publicada em 26/05/22 às 21:19h - 19 visualizações

por CNN Brasil


Compartilhe
Compartilhar a notícia Ibovespa fecha em alta de 1,18% e dólar cai a R$ 4,76 após PIB dos EUA  Compartilhar a notícia Ibovespa fecha em alta de 1,18% e dólar cai a R$ 4,76 após PIB dos EUA  Compartilhar a notícia Ibovespa fecha em alta de 1,18% e dólar cai a R$ 4,76 após PIB dos EUA

Link da Notícia:

Ibovespa fecha em alta de 1,18% e dólar cai a R$ 4,76 após PIB dos EUA
 (Foto: CNN Brasil)

dólar fechou em queda de 1,23%, cotado a R$ 4,761, nesta quinta-feira (26), após investidores repercutirem a divulgação da revisão do Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos no primeiro trimestre. A moeda norte-americana encerrou no valor mais baixo desde 20 de abril (R$ 4,618).

O resultado reforçou apostas de que o Federal Reserve, o banco central do país, não será tão agressivo no ciclo atual de alta de juros para não desacelerar excessivamente a economia e gerar uma recessão. Com isso, o impacto do processo seria menor, o que é positivo para as bolsas norte-americanas e outros mercados, como o brasileiro.

Já o Ibovespa encerrou em alta de 1,18%, aos 111.889,88 pontos, impactado pelos dados econômicos dos Estados Unidos. O índice de preços PCE dos EUA mostrou incremento de 7% no primeiro trimestre, por exemplo, e os pedidos de auxílio-desemprego no país somaram 210 mil na semana passada, redução de 8 mil e menos que a estimativa do mercado de 215 mil, segundo pesquisa da Reuters.

O mercado repercute ainda a divulgação na véspera da ata da última reunião do Federal Reserve. A ata trouxe poucas novidades em relação aos próximos passos do ciclo de alta de juros do país e de redução do balanço de compra de títulos pela autarquia.

Como já sinalizado antes, a maioria dos membros do Comitê de Mercado Aberto (Fomc) do Fed julgou que altas de 0,5 ponto percentual nos juros em junho e julho seriam apropriadas.

 




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (67)999683403

Visitas: 22984
Usuários Online: 11
Copyright (c) 2022 - Dourados Urgente - A INFORMAÇÃO COM CREDIBILIDADE!